Ideias. Colaboração. Tecnologia.
+55 21 2224-4525
IInterativa
IINT_6NovasTecnologiasEstatisticas_HEADER_v0_080817

Não é de hoje que os mercados de marketing e TI estão cada vez mais próximos. Inteligência Artificial e outras tecnologias já estão sendo utilizadas por diversas marcas e reforça que essa união surgiu para otimizar processos de engajamento. A Adweek listou 6 estatísticas que farão você saber mais sobre essa união. Confira no infográfico produzido pela Infobase Interativa.

Continue lendo


[IINT] IMAGEM FACEBOOK APP REAL GRANDEZA

Um dos Apps para leitura em smartphones e tablets, chamado Aplicativo de Rede de Credenciados já está pronto e provavelmente estará disponível no início de 2016, sendo que todos virão na linha de funcionalidades ligadas ao autoatendimento, adianta Ana Paula Larini (FOTO), Gerente de TI da Fundação. Continue lendo


[SITE] a hora do codigo

Aprenda a programar de maneira divertida com a Hora do Código

As pessoas costumam dizer que programação é algo de extrema dificuldade. A Hora do Código está aí para desmistificar essa ideia e criar a oportunidade de pais, alunos e professores tenham uma introdução divertida à programação. Confira agora, no infográfico da Infobase Interativa, como essa iniciativa mostra que todos são capazes de programar: Continue lendo


[SITE] SALVA VIDAS DO MIT

Confira o novo infográfico da série de artigos de TI para profissionais de marketing

 

Dando sequência à série de materiais tratando da importância da tecnologia da informação para profissionais de marketing (confira em “Por que profissionais de marketing devem aprender TI?“, “Chief Digital Officer, o CDO” e “Modelo de negócio digital e o ‘Salva-Vidas’ do MIT CISR“), a IInterativa traz uma análise sobre a camada mais volumosa do Salva-Vidas Digital do MIT. Nela, são avaliados formatos para engajar o público no ambiente da web, observando a infraestrutura mais correta para atingir o objetivo. Saiba mais: Continue lendo


Comprada - shutterstock_231105463

Em 1994, foi colocada no ar a De Digitale Stad (DDS) ou Cidade Digital de Amsterdã. O experimento tinha como objetivo estabelecer um diálogo entre a comunidade conectada em rede e o conselho municipal da cidade. Interessante que a DDS possuía as mesmas estruturas de uma cidade, isto é, cafés, praças, residências e claro, por se tratar de Amsterdã, um sex-shop. Em seis anos, a DDS já possuía mais de 140 mil “habitantes” que organizavam protestos, emitiam suas opiniões e votavam em propostas. Mais de 20 anos se passaram e, hoje, podemos exercer nossa liberdade de expressão por meio das redes sociais, de forma transparente e sem censura. Continue lendo