Ideias. Colaboração. Tecnologia.
+55 21 2224-4525
IInterativa

Quando você busca um termo relacionado ao seu negócio, lá está ele, aquele site do concorrente que nunca sai do primeiro lugar dos resultados orgânicos (não patrocinados) no Google. Mas o que será que ele faz para estar sempre em primeiro lugar?

Existem diversas técnicas para fazer com que um site esteja entre as primeiras posições dos resultados de buscas no Google. Os algoritmos utilizados pelo Google analisam diversos aspectos do seu site, mas eles não são divulgados, visando manter a livre concorrência do mercado no buscador mais famoso do mundo. Além disso, esses algoritmos são atualizados periodicamente, então algumas regras que funcionavam antes podem não funcionar mais. Continue lendo


O conceito de Storytelling ainda é novo para a maioria das empresas, tornando-se um desafio, mas também uma grande oportunidade para as marcas que querem dialogar com públicos cada vez mais saturados de informação e, com isso, construírem uma estratégia de relacionamento baseada numa poderosa ferramenta de compartilhamento de conhecimento e emoção. Continue lendo


Gerenciar pessoas nunca foi tarefa fácil, mas está se tornando cada vez mais difícil para as organizações e gestores na era digital. O motivo é a existência de diversas gerações com perfis e valores muito diversos…, o que gera conflitos e muitas vezes dificulta a boa convivência interpessoal dos colaboradores, colocando em xeque os objetivos, valores e missão da empresa.

Atualmente três grupos com identidades e características bem definidas convivem no mercado de trabalho: as gerações X, Y e Z. Cada uma delas é composta por indivíduos que se distinguem uns dos outros não apenas pela faixa etária, mas por seus anseios e objetivos. Enquanto a população X nasceu em meados de 1965 até o ano de 1979 (ou seja, tem hoje entre 35 e 49 anos), a população Y engloba os anos seguintes até 2000 (idades entre 20 e 29 anos). Continue lendo


Muitas pessoas estão se questionando hoje em dia sobre a necessidade de comprar tantas coisas quando se poderia alugá-las, ocasionalmente, apenas no momento em que houvesse a necessidade de utilizá-las, e ainda mais com a facilidade e praticidade oferecidas pela internet. Esse é o princípio de serviços on-line que permitem conectar proprietários de produtos subutilizados que queiram disponibilizá-los, de alguma forma, a outras pessoas dispostas a pagar para isso. Baseia-se no conceito de que as pessoas querem o benefício e a experiência que as coisas proporcionam e não necessariamente as coisas em si.

Neste tipo de prática as pessoas procuram alternativas para reduzir o consumismo e o modelo tradicional de aquisição baseado na propriedade individual. Continue lendo


Sem dúvida, o ambiente virtual abre um leque inesgotável de possibilidades para as empresas que buscam desenvolver uma forma diferenciada e inovadora de atender seu público-alvo. O próprio e-commerce, por si só, já pode ser classificado como o prestador de serviços da nova era, na medida em que facilita a vida do consumidor em muitos aspectos. Nos momentos festivos, como Natal, é que essa característica fica mais evidente. O que seria das pessoas extremamente ocupadas se não existisse o comércio eletrônico para ajudá-las a escolher e a comprar presentes para familiares e amigos sem perder tempo e deixar de enfrentar os grandes congestionamentos e o custo de estacionamentos tão comuns nessa época do ano?  Ou então das pessoas fora dos grandes centros urbanos? Continue lendo