Ideias. Colaboração. Tecnologia.
+55 21 2224-4525
IInterativa

No caminho contrário ao de reportagem publicada no UOL, sobre gamers profissionais e com a chamada O futuro de seu filho está nos games, gostaria de tecer um comentário.

Caros pais, apesar do que andam escrevendo ou promovendo por aí, o futuro de seu filho NÃO está nos games.

Educadores e psicólogos afirmam muitas vezes que “não existem estudos conclusivos sobre o mal que games podem causar em crianças e adolescentes”. Bobagem! Continue lendo


O jogo para iOS Mayday! Deep Space dá início a uma cena já familiar: alguém está encurralado em um lugar aparentemente perigoso e uma voz familiar que vem do outro lado através de um walkie talkie ajuda a guiar os sobreviventes para fora. Parece mais do mesmo, mas a diferença é que, neste caso, essa voz é a sua!

O game é realizado quase inteiramente por vozes, tanto com a do jogador quando com a dos personagens. Ao iniciar, você irá ouvir a voz de alguém que se encontra preso em uma espaçonave após uma invasão de “zumbis-monstros”. Não há, na verdade, como ver o que está acontecendo. A experiência é inteiramente voltada para o som, por isso você irá ouvir movimentações e, assim como eu, acabará criando certas imagens em sua cabeça. Continue lendo


As tecnologias de comunicação fizeram desaparecer as barreiras de espaço-tempo e agora estamos iniciando uma nova fase, onde novas tecnologias prometem transportar nosso corpo para “outros lugares”. Isto significa vivenciar universos paralelos ou metaversos.

Devemos prestar muita atenção aos passos do Facebook, porque hoje ele concentra a maioria dos internautas do planeta. No Brasil, não é diferente. Recente pesquisa da ComScore revelou que 90,8% brasileiros acessam redes sociais, sendo o Facebook a preferida. Mas o Facebook, que busca cada vez mais engajamento e atratividade para seus usuários, é um zero à esquerda quando o assunto é experiência imersiva. Continue lendo


Foi sem nenhuma surpresa que li as notícias sobre os problemas do escoamento da produção de soja. Caminhões parados por dias a fio, entalados nas rodovias, impactando negativamente os negócios. Não bastasse o atraso no transporte, segundo a Associação dos Produtores, em Santos um navio demora 32 dias para ser carregado, e em Paranaguá, até dois meses. A produção recorde estimada em 23,5 milhões de toneladas foi definitivamente prejudicada pela falta de infraestrutura de nosso país. Estou ficando acostumado a ler notícias sobre falta de planejamento do nosso governo. Continue lendo