Ideias. Colaboração. Tecnologia.
+55 21 2224-4525
IInterativa

Infográfico – O que muda na Lei Geral de Proteção de Dados até 2020

O que mudou no primeiro ano desde que a Lei Geral de Proteção de Dados foi sancionada? Inspirada na regulamentação europeia, a LGPD propõe mais transparência e cautela no tratamento de dados pessoais pelas empresas.

Neste infográfico, você confere o atual cenário da implementação e as principais mudanças que aconteceram no último ano!

Infográfico – O que muda na Lei Geral de Proteção de Dados até 2020

Falta menos de um ano para que a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) seja implementada totalmente no Brasil. O que mudou desde sua sanção em 2018?

EMPRESAS BRASILEIRAS ESTÃO NO PRAZO?

  • 16 de agosto de 2020: fim da implementação da LGPD
  • 85% das empresas declararam não estar prontas para atender a todas as demandas
  • 72% das maiores empresas estão contratando especialistas para esse processo

73% das empresas esperam que a LGPD impacte a estrutura da área de TI

LGPD ENTRE OS BRASILEIROS

  • 50% da população conhece pouco a LGPD
  • 25% desconhece totalmente a nova regulamentação
  • 13% declarou que já teve algum problema com vazamento de dados

Jovens são os que mais se sentem seguros em compartilhar seus dados, física ou digitalmente, com empresas

FISCALIZAÇÃO EM PAUTA

  • Lei 13.853 – criação da Agência Nacional de Proteção de Dados sancionada em julho de 2019
  • 23 representantes formarão um Conselho Nacional de Proteção de Dados Pessoais e Privacidade
  • 5 novos órgãos serão implementados

Foi definida a função de Data Protection Officer (DPO), que será obrigatória dentro das empresas

PARA SABER MAIS

As mudanças no primeiro ano desde a sanção da LGPD foram tema do programa Sociedade Digital, transmitido no YouTube pela Jovem Pan News.

COMO SE PREPARAR PARA A LGPD?

Grande parte das empresas ainda precisa se adaptar às exigências da LGPD, que também podem ser utilizadas em suas estratégias de marketing. Afinal, é preciso também cativar o público quanto à importância da proteção de seus dados.

Fontes: Agência Senado, Computer World, Deloitte, Portal gov.br, Serasa Experian, Sociedade Digital.

 

 

Comentários no Facebook