Ideias. Colaboração. Tecnologia.
+55 21 2224-4525
IInterativa

Infográfico – O impacto do home office nas empresas

Com o aumento de casos da COVID-19, doença causada pelo novo coronavírus, o home office se tornou realidade para muitas empresas. Em pouco tempo, foi necessário criar e adaptar estruturas para proteger os colaboradores durante a pandemia.

Estavam, no entanto, os negócios preparados para essa mudança? Quais serão os impactos no mundo do trabalho? Confira no infográfico!

Infográfico – O impacto do home office nas empresas

Por conta da crise do novo coronavírus, o home office precisou ser adotado nas empresas de forma emergencial. Qual será o impacto desse movimento?

ESTRUTURA

  • 56% dos gerentes permitem o trabalho remoto mesmo que a empresa já tenha essa política
  • 64% dos profissionais afirmam que podem trabalhar de qualquer lugar
  • 75% dos latino-americanos possuem um notebook apenas para trabalhar
  • 30% deles, contudo, usam redes de wi-fi públicas quando estão fora do escritório

A falta de confiança e a preocupação com produtividade e engajamento são as principais reclamações dos funcionários

SEGURANÇA

  • 21% não sabem se sua empresa tem direcionamentos sobre segurança de smartphones, tablets e outros
  • 35% dizem que o local de trabalho não tem regras neste sentido
  • 44% trabalham em empresas com políticas segurança corporativas para dispositivos móveis

A IMPORTÂNCIA DA TECNOLOGIA

54% dos líderes de RH ressaltam que uma infraestrutura pouco tecnológica é o principal empecilho para um trabalho remoto eficaz

TENDÊNCIA

A entrada da Geração Z no mercado de trabalho trará outro olhar sobre trabalhar fora do escritório

  • 30% de aumento na demanda por home office em 2030
  • 71% das empresas já têm diretrizes sobre trabalho remoto
  • 99% gostariam de trabalhar remotamente uma parte do tempo

NOVAS REALIDADES

A crise irá transformar os métodos de trabalho. É preciso identificar as necessidades de cada time e oferecer o suporte necessário para mantê-los operando. Além disso, é interessante investir no desenvolvimento da tecnologia necessária para esse modelo, que é uma forte tendência para os próximos anos.

FONTES: Buffer, Gartner, Kaspersky

Comentários no Facebook