Ideias. Colaboração. Tecnologia.
+55 21 2224-4525
IInterativa

Infográfico – Fail Fast: acolhendo o fracasso para uma inovação permanente

Você sabe o que significa “Fail Fast”? O princípio do “Fracasse Rápido”, conhecido entre as empresas de tecnologia, estimula a constante experimentação de projetos para identificar quais são as ideias realmente valiosas. Quer saber mais? Confira nosso infográfico!

 

Infográfico – Fail Fast: acolhendo o fracasso para uma inovação permanente

Esse conceito busca eliminar a conotação negativa que a palavra “fracasso” adquiriu em nossa sociedade, passando a associá-la a uma jornada de aprendizado, fundamental para o sucesso dos empreendimentos.

 

CONCEITOS

  • Fail Fast – a experimentação contínua possibilita falhar rapidamente e logo dar início a um processo de aprendizado.
  • Fail Early – com um feedback imediato, é possível descobrir antecipadamente o que não está funcionando na estratégia.
  • Fail Often – quanto maior a quantidade de testes, maiores as oportunidades de aprendizado.
  • Fail Better – com fracassos acontecendo com regularidade e rapidez, há a maximização das chances de aprendizado.

 

BENEFÍCIOS  

  • Agilidade
  • Resiliência
  • Economia
  • Adaptabilidade
  • Aprendizagem
  • Criatividade

 

LEAN STARTUP

  • Metodologia elaborada por Eric Ries que envolve a adoção de determinados princípios – como o Fail Fast – e estratégias para a eliminação sistemática de desperdícios e o aumento da agilidade e eficácia no processo de desenvolvimento de produtos.

 

ATIVIDADES FUNDAMENTAIS

  • As principais atividades de uma startup consistem na construção de produtos, mensuração da resposta dos consumidores e aquisição de conhecimento para pivotar (interromper um projeto para adotar um novo direcionamento) ou perseverar (dar continuidade ao projeto).

 

Construir –> Medir –> Aprender

 

USO NAS GRANDES EMPRESAS

  • 82,4% das grandes organizações já utilizaram técnicas de Lean Startup em seus processos.
  • 66,9% consideram uma das vantagens dessa metodologia a possibilidade de tomar decisões com base em dados e evidências.
  • 61,4% consideram a rapidez no desenvolvimento de produtos um dos seus principais benefícios.
  • 55,3% já conduziram um treinamento relacionado ao tema.

 

DESAFIOS

  • 50,3% mostram preocupação em disponibilizar produtos ainda em sua versão inicial aos consumidores.
  • 35,8% têm dificuldades para criar um MVP (produto mínimo viável) na sua área de atuação.
  • 33,3% acreditam não possuir os recursos necessários.
  • 32,1% afirmam que a inflexibilidade de seus atuais modelos de negócios torna-se um obstáculo.

 

CASOS DE SUCESSO 

  • Ford
  • Toyota
  • Starbucks
  • Amazon

 

CONCLUSÃO

A aplicação desse conceito ajuda não só a acelerar o desenvolvimento de produtos, como também a evitar desperdícios de tempo e investimentos, favorecendo assim a inovação contínua das organizações.

 

Comentários no Facebook