Ideias. Colaboração. Tecnologia.
+55 21 2224-4525
IInterativa

Como escolher a plataforma ideal para seu e-commerce?

e-commerce está em processo visível de expansão e exige cada dia mais recursos para garantir a competitividade das empresas assim como a funcionalidade das plataformas de maneira adequada, criando o ambiente ideal para que os clientes façam suas compras sem interrupções ou problemas de conexão.

Um dos recursos mais preciosos para garantir a funcionalidade do seu e-commerce é a plataforma na qual ele vai rodar, pois é através dela que as suas transações serão realizadas, além de toda a gestão da sua loja virtual. Mas como escolher a plataforma mais adequada para o seu e-commerce? É para te ajudar nesta escolha que elaboramos o post de hoje. Acompanhe com a gente!

Plataforma SaaS

Plataformas baseadas em “Saas — Software as a Service” são baseadas na nuvem e disponibilizadas aos clientes de acordo com assinaturas mensais, o que pode ser muito proveitoso para quem não tem um orçamento grande para a implantação do seu e-commerce.

Essas plataformas podem ser expandidas de acordo com a sua necessidade, agregando recursos ou apenas espaço de armazenamento de informações. A manutenção é realizada pelo fornecedor, que tem sua solução baseada em diversos servidores espalhados pela rede, garantindo um maior tempo de disponibilidade da ferramenta.

Aquisição de plataforma de e-commerce

Você pode optar também por adquirir a licença de uso de uma plataforma de e-commerce, pagando pelo software completo. Esta solução é mais cara do que a primeira, pois você precisa desembolsar uma quantia de dinheiro bem maior para ter acesso à ferramenta.

A customização desse tipo de plataforma é bastante limitada e você precisa adequar seus processos aos recursos que ela oferece, o que nem sempre é benéfico para o seu negócio. As atualizações de sistema são feitas sempre pelo fornecedor, contudo, têm uma periodicidade bem maior, pois dependem da reunião de vários insights e queixas de clientes para o desenvolvimento de uma nova ferramenta.

Plataforma própria

Se você quiser entrar no mundo do e-commerce com tudo, pode optar por desenvolver uma plataforma de e-commerce própria, exclusiva para a sua empresa. Isso permite que você traduza seus processos em ferramentas, otimizando o trabalho da sua equipe e criando uma solução adequada para a sua loja virtual.

O custo de desenvolvimento de uma plataforma própria supera e muito as duas soluções anteriores, já que há a contratação de equipes de TI especializadas para desenvolver o software de acordo com o que você deseja. Contudo, essa seria a opção mais adequada, já que você teria a solução ideal para o seu negócio, com as características que você precisa para ofertar um serviço de qualidade para seus clientes.

É importante ressaltar que você pode migrar de uma plataforma para outra de acordo com o crescimento do seu e-commerce, portanto, invista na solução que se adequa às suas condições atuais. Se uma plataforma SaaS possui o melhor custo-benefício, invista nela. O futuro só depende de você, então trabalhe com as ferramentas possíveis hoje para ampliar sua atuação amanhã.

E então, o que achou das opções de plataformas? Qual delas se encaixa melhor ao seu momento atual? Você já experimentou alguma delas? Compartilhe sua experiência com a gente através do espaço de comentários!

 

**Este texto é uma produção independente e, portanto, de inteira responsabilidade do autor, não refletindo a opinião da IInterativa.


Sandra Turchi (38 Posts)

Sócia-diretora da DIGITALENTS, Sandra é consultora e palestrante sobre Marketing Digital e E-commerce. Leciona no MBA da FGV em Marketing Digital e coordena diversos cursos de férias na área digital da ESPM-SP. Atuou como executiva de Marketing por mais de 20 anos e foi executiva de grandes empresas de diversos setores. Bacharel em Administração de Empresas pela FEA/USP, pós-graduada pela FGV/EAESP, possui MBA pela Business School SP com a Toronto University e estudou empreendedorismo na Babson College. Autora do livro “Estratégias de Marketing digital e E-commerce”, publicado pela Ed. Atlas em 2012.



Comentários no Facebook