Ideias. Colaboração. Tecnologia.
+55 21 2224-4525
IInterativa

Mariela Castro (29 Posts)

Mariela Castro é jornalista e dirige a consultoria Communication Advisors. Fascinada por novas tecnologias de comunicação e mídias sociais, discute seu impacto na vida cotidiana e no relacionamento das empresas com seus diversos públicos.



shutterstock_221206528

De ontem para hoje, redes sociais bombaram com a foto de uma viatura da Polícia Militar de Santa Catarina – uma BMW 335i novinha em folha. O episódio, cheio de versões replicadas sem o mínimo de avaliação, serve para ilustrar o quanto a humanidade ainda engatinha no quesito “pensamento crítico” em relação ao que consome e compartilha online.

Houve quem propagasse – sem checar a veracidade — versões como “BMW vai doar 100 viaturas para PM e obter isenção fiscal por 25 anos”, obviamente refutada tanto pelo Comando da PM catarinense quanto pela BMW. Continue lendo


shutterstock_223822858

Muitas ideias morrem na praia por falta de planejamento adequado. É fácil a gente se apaixonar por uma ideia – difícil é verificar se ela é inovadora, atraente e principalmente viável. São muitas as variáveis envolvidas, da concepção ao estudo financeiro.

Em se tratando de mídias digitais então, aí complica. Complica porque a velocidade nesse ambiente é muito maior. O nível de familiaridade das pessoas com as novas tecnologias e mídias digitais é cada vez mais alto e adquirido em velocidade estonteante. Continue lendo


shutterstock_174106421

A competência mais relevante no mundo corporativo hoje é a capacidade de fazer conexões – entre pessoas, entre ideias, entre tecnologias.

As conexões nascem da observação, amadurecem com o pensamento crítico e culminam em inovação. É um ciclo virtuoso que, por sua vez, exige atenção e método. Porque as informações estão por aí, como fios soltos e aleatórios, e para transformá-los em um tecido é preciso gerar conhecimento, incorporar valor, pensar em soluções. Continue lendo


shutterstock_143336296

Claro que você já percebeu. Sua vida não é mais a sua vida. Ela pertence aos aplicativos e à internet. Você entra no carro, liga o Waze para ver o trânsito e, dependendo do horário, o aplicativo já te pergunta se você está indo para determinado lugar – porque já reconhece seus trajetos usuais. Você entra no site da Amazon para comprar um livro e o site, com base em suas pesquisas e compras anteriores, já te mostra sugestões afins. Você escolhe pelo Airbnb uma casa para passar as férias, envia uma solicitação de reserva para o proprietário e se, 24 horas depois, não obtiver resposta, o site sabe e já te envia um pedido de desculpas e opções de casas semelhantes.

Isso é fantástico e ao mesmo tempo assustador. Os sites e aplicativos estão cada vez mais inteligentes e… sabem TODOS os nossos movimentos. Continue lendo


shutterstock_170719688

Vamos ao que interessa: para que servem as redes sociais? Compartilhar, diria a maioria, se fosse limitada a escolher uma só palavra. Claro, é inegável que, por meio das postagens, sabemos das férias dos amigos, do casamento de outro, da opinião política de um terceiro, do vídeo que está bombando, e até da morte de alguém que conhecíamos. Estamos em contato com pessoas com as quais, de outra forma, dificilmente conviveríamos – ainda que essa convivência seja virtual.

No entanto, há um outro aspecto das redes de relacionamento digitais que pouca gente se dá conta e que é muito mais intenso. Se prestarmos atenção, há uma profusão de posts (no Facebook, principalmente) de pessoas expondo suas aflições, dificuldades familiares, desavenças ou frustrações. Continue lendo

Plugin by Social Author Bio